Responsive Ad Slot

Corrida da Galinha

Corrida da Galinha

Crónica: O dia que o Corinthians calou milhões de “Bocas”

quinta-feira, 5 de julho de 2012

/ Por: Naldinho Oliveira
Por Naldinho Oliveira
Da TV SBUNA

O ano de 2012 entra pra história das Libertadores e do Corinthians, nunca na história da competição um time lutaria contra o maior arquirrival de sua seleção e contra uma grande maioria de times de seu próprio país. Era uma piada de várias décadas, uns conseguiram 3 e outros apenas um, mas aquele que não tinha nada acabava virando piada.

Mas desculpa a todos os amigos e adversário da fiel, escolheram errado um adversário para serem representados, a piada inverteu e o tal de boca calou-se, calando assim milhões de bocas pelos Brasil e Argentina.

Um dizia e era fato, “eles nunca perderam uma final fora de casa”, mas nunca o Corinthians chegou lá também, será que foi por isso?

No primeiro jogo diziam, vão leva de tantos na casa do Boca, e fizeram sim, apenas 1, e o diminutivo de um que virou ídolos de brasileiro empata e leva a decisão para casa, Romarinho é o nome dele, esse R faz tanta falta na seleção.

O segundo jogo era em casa, mas não era exatamente o País sede do Corinthians, por que a maioria, possa se dizer todos os times do Brasil, se dizem Boca desde pequeno, esquecendo que o Corinthians deixa de ser Corinthians desde a vitória diante do Santos, sendo assim o Brasil vestido de preto e branco.

Foram oito dias de badalação, nunca um final de Libertadores era tão badala no País, de lá se via sim provocações e confiança, de cá ironias de times rivais ao Corinthians.

Então chegou o grande dia, logo de manhã os times se armaram, esquecendo que o amarelo e azul de lá não tinha nada a ver com o verde amarelo do coração de mais de 190 milhões.

O juiz apita e o jogo começa uma partida nervosa, e o Boca mostra uma tranquilidade não sei de onde, e o Corinthians continua no seu ritmo e na missão buscar a conquista histórica, até os 20 deu eles, daí os alvirrubros iam traçando caminho histórico.

Enquanto isso provocações continuavam em redes sociais, no Twitter (#vaiboca), no Facebook, sátiras contra o Corinthians, mesmo assim o que vale em campo é jogar.

Termina o 1º tempo e ninguém declara nada a imprensa, será premonição o as “Bocas” já se calavam ante da hora?

Segundo tempo, os times entram em campo, o Técnico Tité promete que o time iria jogar e começar a segunda etapa.

Em uma bobeira da zaga argentina, faz o primeiro Emerson para o Corinthians e as metades de bocas espalhadas pelos Brasil e Argentina se calam, dando vaga ao grito de gol de milhões de corinthianos espalhados pelo País.

Daí o boca resolveu jogar, nem parecia o segundo melhor time da história das Libertadores, jogando feio e batendo muito, típicos de argentinos, daí num restava outra, Emerson faz o segundo e outra metade de bocas é calada.

Muito não acreditaram o que viam, mais era verdade, o Timão conquista sua primeira taça Libertadores em casa, valendo por muitas dos outros, porque realmente foi Corinthians contra Argentinos e o resto do Brasil.
Juiz apita o final da partida é o Corinthians cala as bocas brasileiras e argentinas, quebrando com um jejum, é o melhor sendo melhor time até então invicto.

Podem até dizerem temos várias taças, mas com uma história como essa está difícil de contar e conquistar.

Parabéns Corinthians!!!

 E para aqueles que usam o termo 2012 é o fim do mundo por causa da vitória, fica a dica: nada mais que isso, o ano que o Corinthians calou a Boca de milhões de torcedores.

Agora vem uma pedreira, aonde o Corinthians vai em busca de conquistar o mundo, sei que vão comentar, num passa da primeira, mas calados o Corinthians vai e falará na hora certa por que só a primeira parte da história.

Então o próximo capitulo será de 06 a 16 de dezembro, lembrando que é antes do fim do mundo, vamos lá, o Corinthians ainda é o Brasil por onde for, e vocês terão que aguentar isso.
Que vença o melhor!
Mais
© TV SBUNA de Comunicação
Todos os direitos reservados.