Responsive Ad Slot

Corrida da Galinha

Corrida da Galinha

Alceu Valença visita Argentina e faz show pela primeira vez

terça-feira, 29 de novembro de 2011

/ Por: Naldinho Oliveira
O cantor e compositor da música popular brasileira, Alceu Valença visitou pela primeira vez na Argentina. Com uma carreira que leva cerca de 30 anos e mais de cinco milhões de álbuns vendidos, o artista é o representante de Pernambuco, Estados Federados da costa nordeste do Brasil.

Durante a sua estada no País, Alceu conversou com a equipe de reportagem do jornal argentino News Urban. 

Com um pouco de fluido de espanhol, o artista explicou o seu atraso na primeira etapa Buenos Aires, e falou sobre o show que mostrou as etapas City, o mesmo com que já capturou nos últimos meses para apresentar no Festival de Montreux (Suíça), Córsega Montpelier (França) e Milão (Itália). 

Nascidos entre natureza e vida selvagem, expressões Valença baseou-se em torno dele em sua infância para criar as bases de sua arte. O resultado são canções que abrangem vários estilos, questões sociais e metáforas políticas sempre teve como objetivo fortalecer a liberdade de expressão, contra a hipocrisia. 

Na música, existem vários estilos Alceu Valença, diferentes e, portanto, explica a artista: "Minha formação foi multi-cultural. Eu sou nascido em São Bento do Una (Pernambuco), onde existe uma cultura completamente diferente para outra cidade onde também viveu como Recife, onde terminou seus estudos e trabalhou como repórter. E eu sou o resultado dessas duas culturas, cidades cosmopolitas, porque eu viajei muito para o lado muitos pequenos, e viu outras coisas, e assim que faz a minha formação e, atualmente, pode fazer quatro tipos de performances.

Estes quatro tipos de shows que são uma acústica Valença fala apenas com sua guitarra, um outro carnaval, e se esforça para esclarecer o seu Português rápida é muito diferente do Carnaval no Rio de Janeiro, onde ele interpreta gêneros como frevo e maracatu, um show que está perto do rock, e outro alinhado ao estilo de Luiz Gonzaga. 

No show em Buenos Aires, além de passar por todas as suas facetas, revisou o seu mais recente álbum, Ciranda Mourisca (2008), acompanhado por músicos Pablo Rafael (guitarra), Mauricio Oliveira (baixo), Tovinho (teclados), Cassio Cunha (bateria) e Edwin (percussão).

Mas por que demorou tanto tempo até que eu visitei Buenos Aires? "Porque eu tenho uma agenda muito volumosa, o Brasil é um grande continente, e também começou a ir para a Europa. Todos adicionados para parar a gravação e produção de shows dediquei-me para fora do Brasil. Agora veio um produtor argentino pediu-me para jogar neste país, e para mim é um grande prazer fazê-lo ", explica Valença.

No Brasil, a música é reconhecida e tornou-se representante de sua região, e é sinônimo Caetano Tom Jobim Bahia ou Rio de Janeiro, mas na Argentina, seu nome não é tão popular e sua música não é tão reconhecido. No entanto, o músico optou por trilhar território de Buenos Aires. "Eu não sou conhecido aqui, mas havia uma pessoa que gostava da minha música e eu queria trazer, e eu, embora eu estou me divertindo e estou me divertindo, não de férias. Espero que o público gosta da minha música como era em lugares fora do Brasil, França, Suíça, Itália e outros países europeus ", disse (Nota Ed: a nota foi feita antes do show). 

Em conversa com notícias Urban, diz Alceu que não é movido por questões comerciais que têm a música como mero entretenimento.

"Para mim são importantes pontos de vista que é um artista, e não os seus pontos de venda." afirma que nunca juntou qualquer tendência ou moda: "Eu sempre fui independente e da música que eu queria com a minha própria ponto de vista, "o artista insiste. Em sua própria visão e seu mais recente álbum, canções Alceu retomou a sua criação e modificado para incluí-los no prato, que é o trigésimo álbum.

Depois de sua primeira visita a Buenos Aires, o Brasil espera repetir a experiência.


Notícias Urban/Argentina

Mais
© TV SBUNA de Comunicação
Todos os direitos reservados.