Responsive Ad Slot

Corrida da Galinha

Corrida da Galinha

Mendonça Filho rompe com João Mendonça em Belo Jardim

quarta-feira, 13 de julho de 2011

/ Por: Naldinho Oliveira
No dia em que completou 45 anos de idade, o deputado federal e presidente estadual do Democratas, Mendonça Filho, recebeu um “presente de grego”. Ontem, ele soube pela imprensa que seu primo João Mendonça, ex-deputado estadual e ex-prefeito de Belo Jardim, no Agreste, sairá do partido. Sem esconder a mágoa, o parlamentar enfatizou que o distanciamento está consumado. “Na política, é preciso ter paciência, coerência e fidelidade aos amigos e ao povo. Infelizmente, não se encontra isso em todo homem público. Não vou perder um minuto de sono com a decisão de João”, declarou.

O estremecimento entre os primos foi motivado pela disputa da Prefeitura de Belo Jardim. “O nosso grupo político acertou que meu pai (o ex-deputado federal José Mendonça, falecido em abril deste ano) encerraria sua carreira política na cidade. Na frente dele, João dizia que ajudaria no projeto, mas por trás agia de maneira diferente”, contou Mendonça. A rixa política se misturou ainda mais aos assuntos familiares. “Os dois deixaram de se falar. Promovi a paz entre eles, mas posso dizer que meu pai morreu profundamente magoado. João foi criado como meu primo-irmão, mas agora se revelou. Não preciso nem ser procurado para tratar da desfiliação”, disse Mendonça Filho.

Em entrevista ao JC na última segunda-feira (11), João Mendonça afirmou que sairia do DEM porque não tem espaço no partido para concorrer à Prefeitura. O ex-prefeito, que disputaria a indicação com o atual gestor Marcos Coca-Cola, criticou Mendonça Filho por adiar a decisão para 2012. “Não se passaram nem três meses da morte do meu pai. Só trato desse assunto (eleições) no ano que vem. Além do mais, somos governo na cidade e é normal quem está no poder retardar a decisão. João está buscando um pretexto, uma farsa para sair do partido”, afirmou o parlamentar.

Mendonça Filho evitou comentar se a possível ida do primo para o PSDB e uma eventual candidatura trará algum tipo de rusga com o deputado federal e líder nacional dos tucanos, Sérgio Guerra. “Não quero entrar nessa questão. Tenho outras obrigações para dar atenção. Agora, João será senhor do seu caminho. O assunto está encerrado”, finalizou. Por sua vez, João Mendonça reiterou que de fato pretende sair do DEM. “Marco está no direito dele de querer ser candidato, mas eu também estou no meu. No mesmo partido que ele eu não fico”, disparou sem, no entanto, adiantar qual será o seu futuro partidário.

Jornal do Commercio
Da redação TV SBUNA
Mais
© TV SBUNA de Comunicação
Todos os direitos reservados.